Cine Bardot
Escrita em 25/002/10 por admin
Casos de SucessoMario José Paz despediu-se recentemente de Maradona, seu personagem na novela “Viver a Vida”, e curte novamente a vida de empresário em Búzios, sua “cidade natal” como costuma dizer. O argentino chegou à cidade há 32 anos para passar dez dias de férias em companhia de um amigo e nunca mais voltou para casa. De lá para cá, Mário abriu uma pousada, um cinema, um restaurante e uma locadora de filmes.

Três anos após a sua chegada, em 1981, já era dono da Pousada Vila do Mar, que começou a funcionar com apenas oito quartos e, após trinta anos, conta com dezoito acomodações. Porém, ainda não tinha conseguido realizar seu maior desejo: abrir um cinema na cidade onde escolheu para viver. Como um bom cinéfilo, Mario José frequentava desde os cinco anos o Gran Cine Urquiza, na cidade argentina de Rosário. Quando surgiu a oportunidade de ampliar as dependências de sua pousada, ele não teve dúvidas em aproveitar o espaço para inaugurar o Gran Cine Bardot, primeiro e único cinema de Búzios até hoje. O espaço abriu as portas para o público com o filme "Manhattan", de Woody Allen.

Construído com quase 100% de recursos próprios, o empresário ganhou as poltronas de amigos e moradores da região. Atrás das 111 cadeiras encontra-se escrito o nome de cada doador. Em 1994, mesmo ano da construção do cinema, Mario José se associou a Total Filmes (organizadora do Festival do Rio) e, desde então, a sala abriga o Búzios Cine Festival, também com quinze anos de existência. Esta parceria foi fundamental: o Festival foi criado tendo como motivação  a instalação do cinema e depois foi o grande responsável por sua divulgação.  Mario José possui um acervo com mais de três mil títulos em DVD e criou, junto à sala de projeção, o “DVD Cine Bardot”, onde faz locação de filmes.

“Minha programação era ficar apenas dez dias. Cheguei dia 17 de agosto de 1978, tinha 27 anos. Gostei tanto que retornei a Rosário, vendi um apartamento, voltei para Búzios e comecei a montar minha Vila do Mar”, conta.

Outras notícias e comentários adicionais estão disponíveis em: Fazer e Vender Cultura
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores.